Mendicância Afetiva

É comum – embora seja estranho – observar pessoas implorando por atenção. É impressionante como o fenômeno se multiplica a cada dia. Seja por boas coisas realizadas ou não tão boas assim, a sociedade leva cada vez mais ao extremo a necessidade de aparição para se mostrar em evidência.

Demonstrar pontos ou contrapontos deixou de ser relevante pela opinião em si. O importante é aparecer. E, além de expor, tentar impor o ponto de vista a qualquer custo, como uma criança de dois anos mimada que faz bico quando sua vontade não é realizada.

Os tempos são esquisitos. Mentira, os tempos continuam normais, as pessoas é que estão cada vez mais distorcendo a realidade. O mundo tem facilitado isso, é verdade. Passa-se a falsa impressão de que hoje tudo é acessível e indolor. Até tatuagem tem anestesia, até mertiolate deixou de arder. Tudo parece mais fácil.

Parece, mas não é. Os problemas são os mesmos; o modo de lidar com eles, não. Talvez seja mais fácil culpar todo o resto do que encará-los, talvez seja mais fácil criar uma máscara para a realidade ser confortável. E continuar na batalha diária de empurrar opiniões abaixo na goela alheia.

E dia após dia, haverá mais e mais tentativas de chamar a atenção, seja por fotos, textos e comportamentos, de forma virtual ou real. Sempre buscando um destaque, sem nenhum propósito. Nas – faltas de – inspirações ou nas conspirações. Geralmente sem se doar, querendo apenas receber loas e sentimentos alheios, mesmo que seja uma esmola. Mendicância afetiva.

Anúncios

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s