Sol, Sombra, Eclipse

Quando eles se encontram, bons amigos que são, tudo é mais tranquilo. Não cresceram juntos, não têm aquela história forjada a sangue, suor e lágrimas que quase toda a grande amizade tem. É um relacionamento como combustão, espontâneo.

Eles se entendem no silêncio, no olhar. Todo relacionamento duradouro, seja de amizade, seja de amor, se baseia em escutar a ausência de ruído. Sentimento é bicho selvagem, o barulho afasta.

Nos momentos mais difíceis, eles se suportam, no sentido de segurar. Nos momentos mais delicados, eles se suportam, no sentido de aturar. Em todos os momentos, são amigos, por mais distantes que estejam. Proximidade não tem a ver com mapa.

E assim, cada dia passa, com eles torcendo e se apoiando, mesmo de longe. Respeitando diferenças e tolerando indiferenças que às vezes são expostas. Umas vezes sol, outras vezes sombra. Sempre eclipse.

Anúncios

Uma opinião sobre “Sol, Sombra, Eclipse

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s