O Fim de um Mundo

Ele estava ali parado, catatônico. Repensava sobre aquele término que arruinou sua vida. Tinha muitas esperanças com ela. Sonhava com casa, filhos, vida, férias. Entretanto, tudo havia terminado.

Havia traçado uma história em quadrinhos florida na qual seriam os personagens principais. O destino fez questão de rasurar seu desejo. De forma abrupta, ela decidiu terminar.

Não havia motivos. Nem traição, nem desgostar, nem mudanças repentinas. Acabou, de maneira simples e, por isso mesmo, mais dolorosa. A morte súbita de um amor dói muito mais do que o desgaste constante.

Rascunhava e esquadrinhava todos os momentos que passaram juntos. Queria saber onde tinha errado. Não achava maneira de se culpar e se imolava ainda mais. O masoquismo o confortava de certa forma, virou companhia.

Decidiu ir embora, voltar para a cidade natal, nada mais tinha para ver naquele lugar. Virou corpo estranho onde viveu por tanto tempo. Suas lembranças boas foram atropeladas pelo gosto amargo do fel e do desatino. Comprou sua passagem e se sentou contemplando o movimento enquanto os ponteiros do relógio andavam devagar.

Na rodoviária, só observava os movimentos de todos. As chegadas, as partidas. O início, o fim. Os meios. Pediu uma cerveja, depois outra, mais uma. Os olhos marejaram, a lágrima desceu. Aprisionado na solidão nos muros de si mesmo, encarando sua pedreira pessoal.

E estava ali, parado, repensando sobre aquele término que arruinou sua vida. Anestesiado pela dor. Seu mundo acabava ali, na rodoviária, onde a cada partida tudo se encerra ou recomeça. Subiu no ônibus, rumo ao seu início, ao reencontro com si mesmo, com esperança de reconstruir outra vida, mesmo que, naquele momento, não acreditasse.

 _________________________________________

Baseado em um argumento de João Paulo Borgonove

Anúncios

Uma opinião sobre “O Fim de um Mundo

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s