Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo V – Impedimento

[Nada escrito neste texto é inverídico. Qualquer semelhança com a vida real não é mera coincidência. São depoimentos reais de cafajestes atuantes, em remissão, aposentados, mas sempre, sempre com o gene da cafajestagem como dominante]

[Garçom, duas cervejas]

– E aí, cara? Beleza. Te vi conversando com aquela amiga nossa ontem. Estava entrosado. Vai pegar?
– Cara, sei não. Complicado.
– Complicado? Complicado é querer namorar a Megan Fox. Ela estava ali, toda se querendo. Você idem.
– Ah, bicho, uma série de fatores…
– Meu irmão, você está criando dificuldade. Este é o papel dela, não o seu!
– Ela é linda, charmosa, inteligente… cara, que bundão, você já reparou naquela bunda? Aquilo é um Pão de Açúcar. Deveria ser tombada, ou melhor erguida, pela Unesco.
– É verdade. Delícia. Não que eu tenha pego, claro. Então, cara, qual o problema?
– Ela ficou com dois amigos meus.
– Hum.
– Aí é foda.
– Calma. Me explique uma coisa. Ficou ou namorou?
– Tem diferença?
– Óbvio que tem. Se namorou, há uma quarentena que deve ser respeitada antes de qualquer atuação. Diplomacia dos cafajestes. Não se pode ferir o pacto não-escrito. O mundo dos negócios não tem ética, mas o mundo dos canalhas tem.
– Hum, claro.
– Se apenas ficou, não pode desenvolver a possessividade. Como diriam os ingleses, “dividir é conquistar”. Além do mais, amigo que é amigo entende essas coisas.
– Agora fiquei em dúvida.
– Resumindo. Não se empresta namorada, mulher e mãe. A não ser que você pratique coisas não convencionais. Sem preconceito, mas aí é com você. Agora, se preocupar com  ex-ficante de amigo? O máximo que você pode fazer é igual a jogador de futebol: Marca o gol mas não comemora.
– Hum, mas continuo em dúvida se eles ficaram ou namoraram.
– Cara, se eles tivessem namorado, você saberia. São seus amigos, não é verdade?
– Verdade. Mas eu tenho medo dela querer me usar pra fazer ciúme nos caras.
– Cara, faça o simples. Saia com ela. E depois ligue pros caras e diga o que está acontecendo.
– Pô, mas não é vacilo? E se eles acharem que é cafajestagem?
– Cafajestagem, é. Mas não é maldade. Alegue a teoria do impedimento em sua defesa.
“Teoria do Impedimento”? Que porra é essa?
– Você conhece futebol, claro. Então sabe o que é um impedimento.
– Porra, você está de sacanagem, claro que eu sei o que é um impedimento. Quando há, entre a bola e a lin…
– Esqueça a explicação. Obviamente eu sei. Preste atenção na teoria.
[olhos arregalados e atentos]
[Garçom, mais duas cervejas]
– Cara, quando você joga futebol, o objetivo é marcar o gol, certo?
– Certo
– Se você estiver impedido, você vai parar a jogada e perder a chance de marcar o gol?
– Não, claro que não! Só se o juiz apitar.
– Exatamente. No caso, o juiz é a garota. Os bandeirinhas são seus amigos. Você só não vai fazer o gol se ela, o juiz, invalidar a jogada. Se ela der condição legal, você não vai avisar aos assistentes, vai?
– Claro que não.
– Então, já que ela não namorou com seus amigos, jogue o jogo e busque o gol. O grande filósofo Luxa diria que “o medo de perder tira a vontade de ganhar”
– Hum.
 Portanto, pequeno gafanhoto, coloque seu “pojeto” em prática. [Garçom, mais duas cervejas.]
– Vou ao banheiro.
– Ok.

***

[pega o telefone]
[mensagem]
[vamos nos encontrar hoje?]
[tô querendo ficar em casa vendo um filme. Quer passar aqui?]
[é gol]
[oi?]
[passo aí, claro!]

***

[volta do banheiro]
– Cara, vou dar uma saída.
– Beleza, deixa que eu pago a conta.
– Já paguei. E deixei a saideira.
– Opa. Divirta-se. Juízo.
– Cara, hoje é gol.

______________

Baseado em fatos reais de mesa do bar, comigo e Thiago Arantes de um lado e jovens gafanhotos de outro.

______________

O capítulo I dos Diários Secretos da Cafajestagem, “La Bombonera”, está aqui

O capítulo II dos Diários Secretos da Cafajestagem, “Reveillón”, está aqui

O capítulo III dos Diários Secretos da Cafajestagem, “A Falha”, está aqui

O capítulo IV dos Diários Secretos da Cafajestagem, “Evidências”, está aqui

Anúncios

11 opiniões sobre “Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo V – Impedimento

  1. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo XVI – Das Fraudes | Cotidiano e Outras Drogas

  2. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo XV – Cachê | Cotidiano e Outras Drogas

  3. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo XIV – Putão | Cotidiano e Outras Drogas

  4. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo XIII – Miscelânea | Cotidiano e Outras Drogas

  5. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo XII – A Toalha | Cotidiano e Outras Drogas

  6. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo XI – O Consórcio | Cotidiano e Outras Drogas

  7. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo X – O Churrasco | Cotidiano e Outras Drogas

  8. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo IX – Churrasco | Cotidiano e Outras Drogas

  9. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo VIII – Nome Artístico | Cotidiano e Outras Drogas

  10. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo VII – Cultura da Sacanagem | Cotidiano e Outras Drogas

  11. Pingback: Diários Secretos da Cafajestagem – Capítulo VI – Urucubaca e Pênalti | Cotidiano e Outras Drogas

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s