Para-Quedas

Eles estão há muito tempo juntos, mais de quinze anos. O silêncio que antes confortava, perene, agora incomoda. Lama. Os olhos esmaecem, não brilham como antes. Talvez nada seja tudo. Os sorrisos se tornaram tão raros quanto a umidade nestes dias secos de abril.

As bodas, antes tão celebradas, hoje transbordam uma intolerância silenciosa. Os olhares ainda se encontram fixamente de um jeito que denuncia. Odeiam se amar desta maneira, sobremaneira, sem maneiras. A rotina virou uma corda que enforca e asfixia o desejo.

Quando a bomba está prestes a explodir, o passado trava o detonador. É pelo passado que se seguram. E tentam conversar. E fumam. E na fumaça dos cigarros, como quiromancia ou bruxaria, tentam encontrar a solução. E se dão as mãos. E se abraçam apertados.

E tudo volta, como num ciclo vicioso, onde a overdose satura e o sentimento tem convulsão. E cada tentativa, cada pedido de desculpas, cada vontade de mudar vai sendo substituída pelo silêncio, o maldito silêncio que soterra em vez de confortar.

Até que em um momento, instintivamente, ambos decidem se arriscar e cruzam a fronteira entre a estabilidade e a amizade. Linha tênue, corda bamba. E se machucam. E se atacam. E sentem a vida pulsar de novo, o sangue esquentar. Linha tênue. Corda bamba.

De tanto bambearem, caem. Queda livre, liberdade, o que faltava. Voltam a se dar as mãos. Os olhos brilham novamente, talvez de medo, talvez de amor. Juntos. Tesão, talvez? Certamente. Pela primeira vez em muito tempo, as palavras têm mais valor. O passado finalmente ocupa seu lugar. O futuro volta a respirar. Para-quedas.

Anúncios

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s