Sem Título nº 6

Toca o despertador. Mais um ciclo se encerra. Hora de levantar e finalizar a análise de mais uma estação que se vai, de mais uma que chega. Neste mundo de idas e vindas, sempre há espaço para mais ponderações e tolerância.

É dia de lembrar pessoas queridas e de ser lembrado por elas também. De sentir saudade. De receber e semear carinho. Todos os dias deveriam ser assim, nem sempre são. Aliás, a gente vive pra sonhar, realizar o sonho e sentir saudade, num ciclo infinito. Looping.

Seguir em frente, ao lado de quem se gosta, de quem se quer bem. E se sentir feliz por isso. E aliviado a ver os descartes naturais ou nem tanto que ocorrem no caminho,  como se pesos mortos fossem sendo subtraídos. Observar as voltas que o ponteiro do relógio dá, seja uma ou trinta e cinco.

Palavras não são necessárias, apenas caminhar. Continuar a nadar, como diria a animação. De braços dados com o que se faz bem, longe do que se faz mal. Toca o despertador, mais um dia começa. E, no fim das contas, a gente vive pra sonhar, realizar o sonho e sentir saudade.

Anúncios

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s