Expectativa

Eles se conheceram há oito anos. Numa festa, através de amigos em comum. Ele enlouqueceu com ela, fazia seu tipo. Tudo nela fazia com que ele gostasse. Ela o achou interessante, mas não a ponto de querer algo com ele. Entretanto, flerte é bom, todo mundo gosta. Ela também, e não evitou.

Nada evoluiu. Por mais que ele tentasse, ela soube se esquivar com maestria. Como uma boxeadora peso-pena, flanava sobre as cantadas dele. O tempo passou, ambos tiveram relacionamentos com outras pessoas. Viveram, se feriram, cicatrizaram. Ele nunca esqueceu dela; ela sequer lembrava dele.

O tempo passou e eles se reencontraram, por acaso, em uma festa. Ainda existia uma familiaridade. Eles perceberam isso. Ele pegou o novo número dela, mandou mensagens, usou as redes sociais. Ela lia todas, se divertia com muitas, mas continuava habilmente escapando.

Ele lembrou do velho ditado, se manteve por perto. Esperava que ela tivesse um momento de fraqueza, para que, quando isso ocorresse, ele pudesse finalmente ser feliz. No fundo, ele não entendia como ela não queria ter nada com ele. Um partidão, diria sua mãe. Ela não entendia a ele, quanto mais o resto.

Às vezes, ele ficava bravo, com raiva. Chegava a ofendê-la. Dizia que ela não era pra se levar a sério, que ela brincava com os sentimentos dele. Ela não o levava sério, essa era uma grande verdade. Mas não brincava com o que ele dizia sentir. Era um flerte, apenas um flerte, nada mais do que isso.

Até que um dia, ela se sentiu especialmente carente. Ligou pra ele. Ele se surpreendeu. Marcaram de se encontrar. Ele estava nervoso. Passou seu melhor perfume, colocou sua melhor cueca. Se encontraram, jantaram. Ela curtiu o momento, ele parecia um adolescente.

Depois, ele sugeriu, trêmulo, que fossem para um lugar especial. Ela assentiu. Eles foram. Na cabeça dele, seria tudo às mil maravilhas, a chance que sempre sonhou; para ela, curtir o momento seria tudo, queria ver qual é. Ele, cheio de expectativas. Ela, com os hormônios borbulhando. Quando chegaram lá, depois de algumas preliminares e muitas tentativas, ele broxou; ela riu. Ele nunca mais a procurou; ela preferia o flerte.

Anúncios

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s