Mar de Letras

O escritor pega a caneta, na intenção de escrever um texto para descrevê-la e não consegue. Não é que ela não mereça palavras, que não mereça uma fotografia. É que descrevê-la é algo cristalino, extremo.

Entre o preto e o branco, a luz e a sombra, o escritor não consegue ver a penumbra que confortaria o texto. Não consegue mensurar os tons de cinza. Começa uma, duas, três vezes a escrever aquela que seria uma fotografia exata, mas sente que as cores das letras estouram a luz do papel. Amassa a folha, joga no lixo, começa de novo. Mecânica insensata.

Porque fotografar através de palavras exige um cuidado muito grande. O texto deve caber no álbum do fotografado e de mais ninguém. E se porventura outros lerem, devem se sentir identificados com aquilo, de alguma forma. O quebra-cabeças era este. Ele não conseguia resolvê-lo.

Podia falar de água, de sonho, de som, de fúria. Mas tudo ficaria muito claro, muito óbvio. De todos os quatro estilos dentre muitos, ele restaria perdido. Delimitar amizades nem sempre é algo fácil, o escritor sabia. É um choque de sentimentos e de atitudes. É a homenagem com a linha fina da crítica e a vírgula exata da generosidade. Mais uma folha  de papel no lixo.

Não é o caso de ter dificuldade de escolher as palavras, ou de não querer nem saber escrever. É o desafio de enxergar e rascunhar as nuances que tantos e tão poucos conhecem. Dentro disso, começou a traçar suas linhas.

No mar de letras, recorre aos truques da língua portuguesa. Travessões, parágrafos, pontos, vírgulas, pontos e vírgulas. É uma figura. Não a de linguagem, a de alma mesmo. Nada de braçada pelas expressões, é o que salva o escritor.

E assim, faz a fotografia. De um jeito que fique emoldurada de forma simples e eficiente. Dentro do extrema, acha o equilíbrio, acha o centro. Na penumbra de agradecimento, o texto caminha firme, sem mancar. E é entregue, sem pontos finais, mas com muitas reticências. Afinal, o mar de letras é infinito…

Anúncios

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s