Futuro do Pretérito

Ele recebeu a notícia de que as coisas não eram mais como antes. A fila tinha andado, a vida tinha corrido, ela tinha outro. Obviamente, comparou de cima a baixo aquele outro. Evidentemente, era muito melhor que o outro. Bem, ela não achava assim. Ou, se achava, debochadamente, fazia questão de mostrar o contrário. Essa faca do desprezo ele fez questão de puxar pra si.

Enquanto sangrava, pensava se teria alguma nova chance. Em como seria se estivessem juntos. O que a satisfaria hoje? O que a faria sorrir? Como seriam seus dias sem ele? Dúvidas, expectativas, frustrações. Futuro do pretérito.

“Se eu morresse amanhã, viria ao menos?”. Não, ele não era Álvares de Azevedo. Não, a situação não exigia este tipo de drama. Não havia razão nenhuma para sentir – mais – dor àquela altura do campeonato. O término tinha sido intransitivo, sem chances de reconciliações. Exumar este fantasma era uma forma de masoquismo que nem ele mesmo sabia explicar. E nem gostaria, naquele momento.

Um jogo sem vencedores, no qual jogava sozinho. Ele contra a expectativa. Invariavelmente saía derrotado. O demônio da ansiedade jogava xadrez; ele, damas. Era previsível a antevisão de movimentos. Quando o xeque-mate estava consumado, voltavam os verbos condicionais. Iria, voltaria, gostaria, seria, poderia. Não.

Naquele dia, decidiu tomar um porre. Daqueles de perder os sentidos. Com a visão turva, resolveu mudar a estratégia. Apenas largou. Largou a muleta do futuro do pretérito, seu purgatório em forma de expectativa. Era preferível enfrentar as alternativas de frente. O inferno do presente, o céu do futuro.

No dia seguinte, ao acordar, a ressaca não pesou. O álcool ainda corria nas veias e era muito mais leve que o peso moral que tinha levado em todo aquele tempo. Era hora de seguir em frente. Sem muletas. De forma perfeita ou imperfeita, não iria mais se alimentar do fel da frustração. De forma incondicional.

Anúncios

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s