Hiato/Fim

Depois de alguns anos e trezentos e cinquenta textos, chega a hora de encerrar o ciclo do “Cotidiano & Outras Drogas”. Ainda lembro, como se fosse hoje, depois de muita insistência da Cau e do Rossatto, do dia em que comecei a batucar as letras daqui. Muita coisa sobre futebol, sobre filmes e depois atingindo o formato de crônicas e contos.

Aqui prestei homenagem a meus filhos, “fotografei” grandes amigos, celebrei momentos e me expus visceralmente, tentando enfrentar meus próprios demônios. Aqui, meus sorrisos e lágrimas viraram letras. Nada mais natural, inclusive, que o último texto deste blog fosse um auto-retrato da luta contra meus moinhos de vento, como um Dom Quixote com armadura de ferro-velho e seu Rocinante de pé-de-pano. Em minha autocrítica, acredito que os estou vencendo e é hora de fechar alguns ciclos, o C&OD dentre eles. Este espaço começou com um relato sobre futebol  – o Barcelona e a metáfora da vida – e termina com uma fotografia sobre a metáfora da minha própria vida. Um círculo perfeito, como uma bola dente-de-leite nova.

Me orgulho de cada texto que fiz aqui, mesmo os ruins – são maioria. Graças ao “C&OD”, escrevi um pro Zico e ganhei autógrafo em cima dele [orgulhos bobos]. Por causa deste blog, tomei coragem para escrever meu primeiro livro, que sairá em outubro deste ano. Todos os posts publicados continuarão aqui para serem lidos em meio à poeira do cotidiano. Este espaço ainda será usado para divulgação do livro e de outros projetos que porventura apareçam, para que os meus três ou quatro leitores que só me lêem pelo blog saibam por onde minhas letras caminharão. A fanpage do Facebook também continuará ativa.

A decisão não foi nem um pouco dura – muito serena, aliás. Aos meus três ou quatros amigos leitores, responsáveis pelas sessenta e uma mil visualizações daqui, meu agradecimento. Quem sabe futuramente saia um livro com algumas das coisas daqui, ou uma das séries, como os “Diários da Cafajestagem” – tudo começou em La Bombonera [obrigado, Guillermo] – ou o “Futebol de Ramos e Outras Histórias”. Exatos trezentos e cinquenta textos depois, é hora de dar tchau. Tudo a seu tempo. O cotidiano continua a rodar. As outras drogas também. Obrigado pela companhia.

Anúncios

4 opiniões sobre “Hiato/Fim

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s