A dúvida é o preço da pureza

“Será que vai dar certo?” A pergunta que sempre rodeia os pensamentos. O combustível que alimenta o monstro da insegurança. A dúvida. Se há futuro, se há verdade, se há o sim, o não, talvez, que alimentam, como escreveu o grande filósofo, o Lucien que há dentro de nós.

“O silêncio é a música mais difícil”. Outro filósofo, das percussões, valorizava o silêncio para aprender a fazer barulho. O silêncio que conforta e ajuda a entender as centenas de vozes que teimam em falar ao mesmo tempo. Na placidez do nada absoluto, se faz o som mais potente, uníssono.

Não importa o quanto se escreva, pense, racionalize. O cérebro sussurra quando o coração grita; ele só fala alto quando sente o sangue bombear de forma preguiçosa, triste, amuada. A razão, sensata que é, aprendeu que é mais fácil aliar-se à emoção do que comprar uma desgastante briga. Tudo funciona melhor quando eles estão lado a lado.

A dúvida é o preço da pureza, mas é preciso às vezes ter certeza. Mesmo que se esteja errado. É melhor ser impuro e feliz do que ser puro e infeliz. Mesmo que por alguns momentos. Mesmo que os momentos sejam eternos enquanto durem. Mas este já é outro tipo de filósofo…

 

Anúncios

Agora pare: Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s